quinta-feira, 1 de março de 2012

Albert Nobbs

Ontem fui ver este filme. Como primeiras palavras: gostei. Glenn Close, tão diferente do registo habitual, esteve magnífica. Não é o papel da sua vida, mas gostei muito da sensibilidade da personagem.


Para sobreviver na Irlanda puritana de finais do século XIX,  uma mulher disfarçou-se de homem durante grande parte da sua vida. Personagem solitária, tenta encontrar uma mulher com quem partilhar o resto da vida e a sua loja de sonho, a tabacaria AN.

Excelente, igualmente, Janet McTeer como Hubert Page (que homem!), másculo, casado com Cathleen. 


O resto do elenco, com excepção dos personagens Mrs Baker, Dr. Holloran e a própria Cathleen, pareceu-me fraco, incluindo uma pouco convincente Helen Dawes.

2 comentários: