quinta-feira, 28 de junho de 2012

Me, Myself and I

Em 2010, fui à corrida sempre mulher que se realizou no Parque das Nações. No comboio até Entrecampos e depois no da CP até à estação Oriente, tive a companhia de uma rapariga que conheci na estação do Fogueteiro. Ela reparou que eu tinha o peitoral da corrida meio escondido sob o casaco de treino e pediu-me ajuda para colocar o dela. Depois, fomos juntas até ao destino e separámo-nos, porque cada uma tinha o seu grupo de amigas.

No decorrer da conversa, ela disse-me que interpretava cartas astrológicas e de tarot (engraçado que os últimos posts que li andam à volta deste tema). 

Do mapa astral que ela me enviou, depois de lhe ter dado a minha data, hora e local de nascimento, retirei algumas partes com que me identifico. Outras rejeito, mas, provavelmente, se pensar bem, até têm razão de ser.

Entretanto, no meio da leitura, aparecem palavras complicadas como sextil, conjunção, trígono, casas mais fortes (help, Hórus!)

Bem, aqui vai um pedaço de mim (e arrisquei-me em dar-me a conhecer assim um pouquinho):

O Ascendente é caranguejo e o regente do Ascendente é Lua. 

Assim, o simbolismo da Lua é marcado pela sensibilidade, a mente, o corpo, a vida doméstica, o sentido maternal e relacionamentos com a família (não concordo. sou muito individualista, até egoísta, mas isso, provavelmente, será por viver sozinha há muitos anos e estar acostumada a isso, e o relacionamento com a família é apenas com a mais chegada, com os irmãos, e mesmo assim, q.b, nada de exageros). É também a sua identificação com a sociedade e o apego às tradições das suas origens (pois sim, tal e qual...oh, well, passemos à fase seguinte).

Este signo é simbolizado pelo caranguejo. O planeta regente, a Lua, confere aos nativos deste signo uma imaginação fértil, predisposição emocional e tendência à melancolia e à introversão. É pelas primeiras características atrás apontadas que muitas vezes ele tem uma grande necessidade de se ligar a qualquer forma de expressão artística (correcto).

Devido à sua extrema sensibilidade (ui!, imensa! choro por tudo e por nada, é verdade!) ele pode tornar-se facilmente nervoso, irritável e, por vezes, bastante inseguro. (correcto.) 

Geralmente é cauteloso e, muitas vezes, desconfiado (ok). É sério, por vezes quase sombrio, preocupando-se muito com o futuro o que o leva a tornar-se sovina, avarento mesmo (um bocadinho, ok...)

No amor e na amizade é verdadeiro mas tende para o ciúme (se for q.b, por que não?)

É marcado  pela responsabilidade, estrutura e pontualidade e espera que os outros se comportem da mesma forma (detesto quando marcam uma hora e chegam atrasados, fico fula).

Evita divertimentos ruidosos. Procura a solidão, a comunhão com a natureza e com dois ou três amigos (sim, não gosto de muito barulho, nem de multidões, Amigos, poucos, mas bons).

Em circunstâncias extremas, pode tornar-se misantropo e depressivo (mas a frase não começa por «Em circunstâncias extremas?», o que querem?)

Caranguejo é um signo com força. Sensível e de "luas" pela forma como age emocionalmente. Defensiva e timidez devido à sua vulnerabilidade psicológica. Proteccionismo e possessividade (se gosto de uma coisa ou de alguém, sim, é verdade). Grande necessidade de um lar e família para proteger (lar, gosto do meu porto seguro, sim). Instabilidade em todos os aspectos (agora, é mais financeira); uma mente muito difícil de conhecer (ah, sim, também não exageremos...). Responsabilidade nos compromissos. Não sabe dizer "não" (ai, não que não sei!, aprendi com o tempo). Regente: Lua. Exaltação: Júpiter.

Balança é um signo com força. Grande graciosidade pela relação a Vénus (graciosidade onde?). Por outro lado,  a exaltação de Saturno transmite um grande sentido de justiça que, se por um lado faz de si um óptimo mediador, por outro, pode levar a exageros na intenção de impor o seu sentido de justiça. Boa capacidade de análise da sociedade e do meio (muito pessimista agora). Regente: Vénus. Exaltação: Saturno.

(ou seja, se num estou na defensiva, com uma mente sombria, no outro sou graciosa e justa.) 


E pronto, resta desejar-me uma boa sorte que hoje é o primeiro dia do resto da minha vida.

7 comentários:

  1. Humm, eu tenho um amigo que gosta de tarologia e de tudo o que envolva fenómenos místicos (embora o faça por lazer). Um dia peço-lhe que me "jogue" as cartas. :D

    Quanto ao mapa astral, também gostaria um dia de fazer um. Nunca fiz.

    beijinhos :*

    ResponderEliminar
  2. Olá Margarida!

    Então temos o seguinte:

    Sextil - representa a criatividade.

    Conjunção - representa a identidade.

    Trígono - representa Harmonia e cooperação.

    Tudo isto que perguntaste são aspectos na tua carta astrológica. Conforme o trânsito e a casa onde eles decorrem, podem influenciar muito na tua personalidade ou não.

    Quanto a casas mais fortes, os mapas estão divididos em 12 casas, sendo que cada casa representa algo - Família, Carreira, etc.

    Casas fortes podem representar várias coisas, mas pelo que leio neste post, ela deve ter falado sobre os trânsitos e aspectos mais harmoniosos ou vice versa, os que causam tensão entre os planetas.

    bjs :3

    ResponderEliminar
  3. obrigada, Hórus. precisava desta explicação. vou reler a leitura com outro olhar.
    bjs.

    ResponderEliminar
  4. Este canto está a tornar-se deveras interessante :)

    Beijinho Grande

    ResponderEliminar
  5. achei justo a retribuição, :) não sou balança, afinal? mesmo com um feitiozinho estranho...
    bjs.

    ResponderEliminar
  6. Olha, eu a fugir...
    Não gosto nada destas coisas de astros e cartas e signos, sei lá mais quê?
    Sou Carneiro e mais teimoso que um burro, é tudo quanto sei...

    ResponderEliminar
  7. eu sou curiosa e tento saber mais um pouco sobre mim, mesmo a medo...

    ResponderEliminar