sexta-feira, 9 de novembro de 2012

A caridadezinha burguesa

O pior, Senhora Dona Isabel, são aqueles que não comem bifes há tanto tempo, nem arroz com salsichas, às vezes é esparguete com atum, marca dos hipermercados, que o que conta é a intenção, vamos ajudar os pobrezinhos, faz-nos bem à alma cristã, aos pobrezinhos que mandam os filhos para a escola cheios de fome, às vezes lá vai uma carcacinha com marmelada, tão bem-vinda nos pacotes do Banco Alimentar, mas a maioria tem fome, muita fome, e é pobre há muito tempo.

10 comentários:

  1. Por acaso já tinha conhecimento do vídeo. Há dislates de um profundo mau gosto e desconhecimento de causa. O título que atribuíste chega a ser bondoso demais, até. Bem colocado, sem dúvida.

    bjo, querida, e continuação de boa recuperação :*

    ResponderEliminar
  2. obrigada, Mark. um bom fim-de-semana tb para ti. bjs.

    ResponderEliminar
  3. Existem pessoas que não tem a mínima noção do ridículo que dizem... Lá porque tem grande ordenados e vivem em Condomínios de Luxo, com empregadas...

    Desconhecem que existem pessoas que não tem 1(um) euro para comprar pão...


    É a Sociedade que temos...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. é a imagem que a direita tem. a culpa é dos portugueses, que se endividaram, viveram à grande e à francesa, não fecharam a torneira e comeram bifes, os responsáveis por esta situação ruinosa somos nós, unicamente nós.
    IJ nunca mencionou os sucessivos governos que nos conduziram a esta situação, claro que não, não convém...
    bjs.

    ResponderEliminar
  5. Eu concordo com parte do que foi dito. Os portugueses viveram durante muito tempo acima das suas possibilidades. Nisso estou plenamente de acordo. Tal como estou de acordo com o facto de termos de reaprender a gastar dinheiro.

    Quanto ao resto, eu acho que a dita senhora queria dizer uma coisa, mas acabou por "enterrar-se" completamente...e saiu outra...

    E outra coisa curiosa. Vemos quase todos os dias senhores doutores a criticar o país, o governo, etc. Onde estão eles para defender os mais carenciados? Ainda não ouvi nenhum ex Presidente da República a dizer que doava uma parte da sua generosa reforma para o Banco Alimentar Contra A Fome, para dessa forma poder ajudar algumas pessoas a terem um Natal mais "apetitoso". Nem nenhum deputado dos que governam e dos que desogvernam este país. Será que lhes custa assim tanto desembolsarem um pouco do seu salário?

    Quem dêem, já que doar não dói nada...

    E pode ser que algumas famílias possam comer bifes de perú no dia de Natal....

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Margarida, acabei de por um texto no innersmile com a minha opinião sobre este assunto. receio bem que não seja a dominante, mas forço-me a tentar olhar as coisas por vários prismas e a tentar ser lúcido. claro que admito sempre poder estar a ver as coisas erradamente ou até a ser um bocado ingénuo. mas é o que há :)

    ResponderEliminar
  7. concordo em parte, Hórus. anos das vacas gordas, todos beneficiámos, portugueses que tinham automóvel, para o pai, mãe e filhos, férias na Ásia, praias no Pacífico, casas de férias, foi um regabofe. Não discordo. Discordo é da maneira como ela trata os portugueses, e apenas esses, pois não a vejo criticar o governo e as suas políticas desastrosas.
    há muito que todos temos que reaprender a viver com o que temos, o pior é q não temos nada, porque perdemos o emprego, a casa, saúde, há desespero e fome e ainda será pior.
    claro que não vês, Hórus, o big presidente, amén, até preferiu ficar com as reformas que recebe, a levantar a mão e a doar a sua pensãozinha do banco de portugal.
    não sou tão radical como estes:
    http://movimentosememprego.info/article/carta-aberta-uma-canja-para-jonet
    mas neste momento não estou mt longe deles.
    mas o BA é uma instituição muito meritória, nunca o neguei.
    bjs.

    ResponderEliminar
  8. está bem, miguel, já vou ver. eu já li muitas coisas sobre isto, a favor, contra, é bom existirem diferentes pontos de vista. mas estou zangada, isso estou.

    ResponderEliminar
  9. Mais importante, e triste, e vergonhoso, é o facto de aparecer hoje o próprio Governo a anunciar que há milhares de crianças que estão nas escolas com fome.
    E os Reitores de todas as Universidades a dizerem em uníssono, que com os cortes orçamentais para o ensino superior, este sofrerá enormes e porventura fatais danos.
    E os homens das forças armadas começam a movimentar-se...
    E esse cretino do Passos Coelho continua a teimar em políticas erradas e a dizer "custe o que custar"; e o outro, o banqueiro, a dizer "o povo aguenta, ai aguenta, aguenta"...
    Porra para isto tudo!!!

    ResponderEliminar
  10. João, as declarações da IJ e a vinda da AM, quando, segunda? são as gotas que transbordaram o copo. e o OE2013 está aí, para nos enforcar ainda mais.
    dizes porra, dizes, e eu enfatizo, estamos fartos e não vamos aguentar.
    e nunca vi tanta gente a pescar no seixal como agora, desde quase à minha porta até aos barcos. é como na grécia, o que há mais por lá são pescadores e ciclistas.

    ResponderEliminar