domingo, 11 de novembro de 2012

Andrew Bird

Foi um concerto bonito. A Aula Magna não estava cheia, as pessoas chegavam aos poucos, compondo a sala e, com algum atraso, Andrew Bird subiu ao palco.

Não desiludiu o seu público fiel, trauteei as que sabia de cor, gostei, senti-me rendida nas cadeiras muito poucos confortáveis da sala.

Apenas uma ressalva. A meio do concerto, abandonou as cordas eléctricas e aproximou-se do público, ele, a sua banda, dois rapazes com a viola e o contrabaixo, tão intimista, como se fosse um velho amigo a regressar a casa, e era, e se concentrou na parte esquerda do palco, onde o microfone estava previamente colocado, para deleite do público dessa ala. O restante, o da parte direita, sentiu-se colocado de parte, eu senti-me um bocadinho, e estava um pouco à direita do meio do anfiteatro. Ele fechava os olhos, cantava, balançava o braço esquerdo ao som das palavras e mergulhava nas canções.

Apesar disso, foi agradável e passei um momento excelente.

15 comentários:

  1. muito bem, nem imaginas! estou pronta para as minhas caminhadas à beira-rio. precisava mesmo de um empurrão :)

    (em relação ao texto, vou mudar 'violoncelo' para 'contrabaixo'. é o correcto).

    bjs.

    ResponderEliminar
  2. A música é revigorante, sara feridas, alimenta sonhos, proporciona viagens infinitas...

    ResponderEliminar
  3. já hoje, a propósito de um artigo do AB numa edição atrasado do Ipsilon, me lembrei de ti e do concerto. suponho, pela resposta que deste ao Pinguim, que te aguentaste bem :)

    ResponderEliminar
  4. E cantou ele a The Sifters?
    Que inveja de ti :(

    ResponderEliminar
  5. aguentei, sim, :)
    mas hoje, com este frio, sabe bem estar em casa.
    sem castanhas, nem me lembrei...

    ResponderEliminar
  6. não, K. tens o alinhamento no link do blitz.
    ele regressará, de certeza, e já tem um novo album a sair.

    ResponderEliminar
  7. Muito bom, é óptimo quando isso acontece :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Inveja não digo, porque é feio.
    Mas gostava de ter assistido.
    Imagino-te lá... e fico contente por ti.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. obrigada, Pedro.
    se soubesse, tinha-te dito mais cedo.
    olha, irei ver o do António Zambujo, em dezembro. :)
    bjs.

    ResponderEliminar
  10. O melhor de tudo, ainda, é a interacção com o público, mesmo que discreta e subtil.

    bjo.

    ResponderEliminar
  11. Tb me lembrei de ti no dia do concerto :)
    Bjs

    ResponderEliminar