terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Foi Deus que me pôs no peito um rosário de penas que vou desfiando e choro a cantar

Por aqui, perde-se a conta ao número de vezes que se viu/ouviu este vídeo. É a canção com que o António Zambujo finalizou o seu concerto na passada sexta-feira, no Coliseu dos Recreios.



Ele esteve tão perfeito, naquele círculo tão intimista que o miguel já tinha mencionado. E foi extraordinário, apesar do meu lugar não ter sido o mais indicado. Até por trás ele é lindo. :)



A primeira parte ficou a cargo da catalã Sílvia Pérez Cruz, que encantou (vejam-na no youtube, é fabulosa!).

Acompanharam o António Zambujo Bernardo Couto (guitarra portuguesa), José Miguel Conde (clarinetes), Ricardo Cruz (contrabaixo) e Jon Luz (cavaquinho).

O Rancho de Cantadores da Aldeia Nova de São Bento também marcou presença, inclusive no encore. (o meu Alentejo, diz ele, orgulhoso).



Foi o concerto perfeito (estou a repetir-me) para terminar o ano em beleza.

(mais aqui)

11 comentários:

  1. Gostei muito. Deve ter sido uma noite memorável. Tb gosto muito de concertos intimistas.
    bjs

    ResponderEliminar
  2. E um Rancho de Cantadores de Serpa, que maravilha!

    ResponderEliminar
  3. João, foi espectacular! :)

    Graça, ele canta extraordinariamente bem.

    ResponderEliminar
  4. :) agora só no brasil. que sacrifício, confessou ele...

    ResponderEliminar
  5. esse segundo clip é tão lindo. nos concertos a que assisti ele cantou estas modas alentejanas mas sozinho (em coimbra teve a ajuda do público), e aqui com o coro é tão lindo que emociona.

    bem, eu já fazia o sacrifício de ir ao brasil ouvi-lo ;)

    ResponderEliminar
  6. encontras um outro vídeo no youtube com o coro, vale a pena, mas não quis tornar pesado o post.

    ResponderEliminar