terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Um livro dentro de nós

16 comentários:

  1. o segundo quadradinho é demolidor ah ah sinto-me tão identificado :)

    ResponderEliminar
  2. Também tenho um dentro de mim. Talvez comece este ano. Corrigir: Vou começar este ano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. boa resolução. :)
      o que custa é começar, depois tens que parar o que estás a fazer e apontares a ideia. é o que me acontece agora. o difícil é transpor para o papel, mas tendo uma folha e o lápis ao pé tudo flui, afinal.

      Eliminar
  3. Creio que todos temos o "Livro da nossa vida", uns com mais páginas, outros com menos. E adoro este que leio e visito ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Tenho sentimentos idênticos. Ando há anos a querer avançar com a ideia do livro. Mas, por falta de tempo e devido à faculdade, vou adiando e adiando... :|

    Gostei do comentário do Francisco, remetendo-me para uma biografia. O livro da minha vida seria tão fininho, pela idade e pelas poucas experiências vividas dignas de registo. :D


    beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. duvido muito que o livro da tua vida fosse assim fininho, Mark. podes ter duas décadas de vida mas de certeza que nestes anos tens experiências marcantes. falas muito dos teus avós e da biblioteca do avô, por exemplo. de certeza que seria uma grande personagem no teu livro :)
      até ao ano passado, nunca me aventurei, realmente, em escrever um livro, lia muito e até pensava em miúda que poderia tentar, mas nunca se enraizou esta ideia. apenas surgiu quandos vos dediquei os contos. como disse uma vez ao João, há momentos próprios para tudo. quando chegar a tua altura, saberás :)
      bjs.

      Eliminar
  5. As minhas lentes e o meu conhecimento de inglês juntaram forças para eu não conseguir ler os "balões".

    Mas também aprecio Òscar Wilde e Miguel Torga.

    Até sempre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ah, mas assim eu também não consigo ler, São! só é possível se carregarmos na imagem. bem, o Bucky, que é o gato, está a perorar sobre a razão de os seus livros nunca terem tido sucesso, ora porque nunca foram publicados. e todos temos um livro dentro de nós, e ele está prestes a tirar o dele (espero estar a traduzir bem, eheh). por outro lado, o Satchel, o cão, engoliu o kindle do Rob (o dono deles) e teve uns mil livros dentro de si, :D
      eu adoro Oscar Wilde e Miguel Torga, são dois dos meus escritores preferidos :)
      bjs.

      Eliminar
  6. Ainda hoje terminei um piqueno conto infantil para apresentar na escola...nada de muito grande, senão os miúdos fartam-se depressa! xD

    Agora só me falta arranjar quem queira fazer algumas ilustrações! ;)


    Concordo com tudo o que já foi dito em cima, todos nós temos uma história única para revelar e contar: a nossa própria história! ^^

    Beijinhos :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hum, conto infantil, uma ideia...
      ilustrações tas faria, se soubesse desenhar :(
      bjs.

      Eliminar
  7. Eu tenho um dentro de mim, que talvez este ano veja a luz do dia. O cartoon é demolidor!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. gosto desta BD, tenho vários álbuns do 'aqui há gato'.

      Eliminar
  8. Já sabes que eu não sou grande admirador de BD...

    ResponderEliminar