quarta-feira, 15 de maio de 2013

Desafio do Goodreads

Tinha planeado ler 30 livros este ano. Até ao momento, li 20.  É verdade que alguns não tinham mais que cem páginas. Um e outro tinham 400.

Subi a fasquia para 42 livros.

Agora, estou a reler 'O Amor nos Tempos de Cólera'.

14 comentários:

  1. E vais conseguir Margarida...até mais, por esse ritmo.

    Mas fazes muito bem

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. também acho que sim. estou cinco livros adiantada, de acordo com o GR. ajuda ler uma hora no comboio :)
      mas adoro ler, independentemente do género.
      bjs.

      Eliminar
  2. Eu não consigo estabelecer essas metas, mas mesmo sem fazer contas penso que tenho acualmente um bom ritmo de leitura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. comecei com uma estimativa baixa. tendo em conta que seriam 30 e li 20, acrescentei mais uns quantos. mas deixo os tijolos para o próximo semestre...
      tu lês bastante!

      Eliminar
  3. Vou em 25, são audiobooks verdade mas demoram mais tempo do que ler tradicionalmente, a vantagem é que posso ouvir enquanto faço uma série de coisas. A minha meta para este ano são sessenta, o ano passado foram cinquenta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nunca ouvi audiobooks (tirando uns infantis para o meu sobrinho, com canções pelo meio, mas esses não conto, porque ouvimos na aparelhagem e é uma farra :D).
      de resto, costumo ouvir música quando dou as minhas caminhadas/corridas. duram 1h30, mais ou menos e não são todos os dias, é verdade. tento não abusar com os fones nos ouvidos.
      gostava de atingir os 50, mas logo verei.
      ainda prefiro os livros de papel ou ebooks, porque dá para sublinhar e enviar para o blogue, assim a aplicação o permita.

      Eliminar
  4. A esse ritmo, em breve atingirás a meta a que te propuseste, tanto que já aumentaste a fasquia. :D

    Ai, os fones... abuso tanto!... Um dia destes, estou surdo. LOL

    beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)
      quando chegar a altura e disseres 'hã?', já sabes, estás mouco :D
      bjs.

      Eliminar
  5. o ano passado ultrapassei a meta, de modo que este ano aumentei ligeiramente, mas com os tijolos do início do ano a coisa correu mal :)
    não resisto a fazer este tipo de brincadeiras, mas se por um lado elas estimulam a leitura e até lhe dão um sentido mais lúdico, por outro introduzem um certo tipo de competição que acho prejudicial. é como o kindle que agora tem um contador do tempo que falta para acabarmos de ler um livro; baseado no ritmo de leitura dá indicação do tempo que falta até ao fim. ó pá, é tão irritante, introduz um elemento de ansiedade, parece que fico com pressa de terminar o livro, e é isso que também me chateia neste desafio do goodreads, faz-nos (quer dizer, faz-me a mim, que sou um ansioso!) ter pressa de acabar um livro, o que é uma palermice.

    credo, que testamento...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu sabia que lia muito, no mínimo uns 30 por ano, daí ter começado com essa fasquia.
      a pressa que tenho é unicamente devido a gostar do livro (agora estou a reler o GGM e adoro, estou em pulgas para retomar a leitura). em contrapartida, tenho por lá numa prateleira um livro que não há maneira de me desembaraçar dele. e vai continuar, porque tem de ser lido muito devagar e com a disposição certa.
      este desafio dá-me jeito, porque regista as leituras, tenho preguiça em anotá-las no blogue.
      (mais chato é eu ter uns quantos na prateleira para ler, mas depois metem-se uns novos e esses lá ficam eternamente...)

      Eliminar
  6. E eu que cada vez arranjo menos tempo para ler :( Leio sobretudo no metro.

    Já acabei o 'After Dark' do Murakami que me ofereceste e gostei imenso. Fiquei surpreendido com a facilidade com que se lê. Pelo que tinha ouvido falar, pensava ser um escritor mais difícil. Adorei a escrita dele, é muito cinematográfica, facto que ele assume sobretudo na abertura dos capítulos a indicar os planos e os enquadramentos com que quer que imaginemos a acção. E aquelas personagens perdidas que se cruzam naquela noite são muito especiais. É um belo livro.

    Se conseguir ir ao jantar (coisa que só sei amanhã) falamos mais sobre o livro.
    Bjs e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ah, não, o HM lê-se muito bem. a narrativa é fluida, muito bela, como dizes, as personagens são, em todos os livros, solitárias e os amores impossíveis. o suicídio juvenil é muitas vezes mencionado, facto que é frequente na sociedade nipónica. a taxa de suicídios dos jovens é bastante alta.
      e depois, muitas das histórias passam-se em realidades diferentes, surreais. o primeiro livro que li deste autor foi 'kafka à beira-mar' em 2006 e a partir daí comprei os romances todos. Há pouco tempo saiu 'o impiedoso país das maravilhas e o fim do mundo', mas só li a amostra do ebook. não tenho pressa em o ler, na verdade, estou a fazer uma pausa depois dos três volumes de '1Q84'.
      para terminar, ele é fanático por jazz, gatos, corridas e música clássica. ele há melhor escritor? :)
      espero que consigas ir.
      bjs.

      Eliminar