quinta-feira, 23 de maio de 2013

Matar ao contrário

  'Funguei compridamente.
  - Não faz mal, eu vou matar ele.
  - Que é isso menino, matares o teu pai?
  - Vou, sim. Eu já até que comecei. Matar não quer dizer a gente pegar o revólver de Buck Jones e fazer bum! Não é isso. A gente mata no coração. Vai deixando de querer bem. E um dia a pessoa morreu.
  - Que cabecinha imaginosa que tu tens.
  Dizia isso mas não conseguia esconder a emoção que o assaltava.
  - Mas tu também não disseste que me matavas?
  - Disse no começo. Depois matei você ao contrário. Fiz você morrer nascendo no meu coração. Você é a única pessoa que eu gosto, Portuga. O único amigo que eu tenho. Não é porque me dá figurinhas, refresco, doce ou bola de gude... Juro que estou falando a verdade.'

José Mauro de Vasconcelos, 'O meu Pé de Laranja Lima', Melhoramentos, Centro do Livro Brasileiro, 6.ª edição, 1978, p.149.

14 comentários:

  1. Respostas
    1. era uma grande falha nas minhas leituras.
      eu também gostei. deve ser lido/ouvido em todos os estádios da vida.

      Eliminar
  2. As conversas entre Zezé e o seu pé de laranja lima são absolutamente maravilhosas.
    É, como dizes, um livro para todas as idades.
    De cada vez que o vejo encontro mais encantos.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sim, é um livro cheio de ternura e imaginação.
      xururuca... :)
      bjs.

      Eliminar
  3. Adoro esse livro. Depois de ler este excerto - notável - fiquei com vontade de o reler.
    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. este livro tem que fazer parte da minha biblioteca.
      lê, é lindo.
      bjs.

      Eliminar
  4. Eu lembro-me desta passagem do livro. Acho que devo ter lido este livro três ou mais vezes e de cada vez, chorava sempre :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu estava sempre a ler as mesmas frases e tentava segurar as lágrimas (não é um livro muito bom para ser lido no comboio...).

      Eliminar
  5. Este livro para mim é duplamente precioso e tu sabes a razão...

    ResponderEliminar
  6. Clássico. :) Já o li e é inesquecível. Deixou-me com um sorriso nos lábios. :)

    beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a mim também e algumas lágrimas.
      bjs.

      Eliminar