domingo, 23 de junho de 2013

Ler é...

Tranquilidade




15 comentários:

  1. Se tu ticesses um perfil no Pinterest, não tenho dúvida que uma das tuas pastas seria consagrada a telas representando pessoas a ler. Já pensaste nisso?
    Ter um perfil lá, todo ele dedicado a livros, com mil e uma variações? Ao menos ias guardando essas fotos e ordenadas conforme os teus pontos de vista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João, esta etiqueta serve exactamente para isso, é o meu pinterest, aliada não só às imagens como a uma explicação, se necessária (como fiz com o 'conhecimento'). não preciso de mais, por enquanto.
      ordeno-as no pc, numa pasta, e numa folha de word tenho os temas que me vou lembrando e riscando conforme os utilizo :)

      Eliminar
  2. Muita tranquilidade mesmo :)

    Beijinhos Grandes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. adoro o primeiro quadro. tem uma cor quente, um dourado que nos envolve na leitura.
      este pintor tem uns quadros muito bons, é só pesquisares nas imagens o seu nome.
      bjs.

      Eliminar
  3. Bonitas, as telas. Agora vou ser 'do contra'. Ler nem sempre é tranquilidade. :P Olha os meus livros de Direito, sobretudo os de Penal. Com tantos crimes e penas, aquilo é tudo menos tranquilo, ahah. :D

    beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu caso as imagens com o título, Mark.
      (envia-me uma tua com o nariz enfiado nos livros técnicos e eu arranjo o rótulo 'martírio!' ;)
      bjs.

      Eliminar
  4. De facto todas as imagens traduzem isso mesmo: Tranquilidade!
    Muito bom!
    Beijinhos e bom domingo! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tento dar ânimo à segunda-feira que se aproxima :)
      bjs.

      Eliminar
  5. Com efeito.

    E seria interessante averiguar quais os nossos lugares-templo de leitura. Há pessoas que conseguem ler num parque ou jardim público, ou que nele procuram um lugar recatado, e por vezes, sempre o mesmo lugar recatado que se torna essa espécie de lugar-templo. Eu, por exemplo, como as figuras das telas, prefiro o retiro de casa, e conforto da cama, ou quanto muito o do sofá. Nem na natureza consigo suficiente espaço interior para viver o que leio, porque a adoro demais e me distraio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu tenho uma relativa facilidade em me abstrair. leio todos os dias no comboio, meia hora de cada vez, que é o tempo que dura a viagem. leio no metro e no cais quando estou à sua espera (e os tempos de espera são cada vez maiores...). claro que com certas vozes irritantes é impossível e aí páro. normalmente, consigo ler um livro a cada duas, três semanas, também já li um numa tarde e noite.
      tenho memórias incríveis de livros que li em viagens, na praia e de livros que comprei em viagens, porque entretanto tinha lido o que levei (normalmente de bolso, pequeno, para não pesar na mochila). tenho livros engelhados do manuseamento, dado que não os protejo muito e gosto do ar usado com que ficam, usados e abusados, com a lombada bem vincada.
      na cama não costumo ler muito, no sofá sim, mas prefiro o campo, a aldeia, uma sombra bem fresca ou uma rede, aí é o paraíso :)
      deste-me uma ideia para um próximo desafio, associar um livro a uma viagem ou lugar-templo, como dizes.

      Eliminar
  6. Muito boa seleção, luz muito bonita. ambientes despojados e simples.
    E evocam muito bem um tempo em que ler era o único bilhete para viajar para outros mundos, outras ideias, outras vidas...

    ResponderEliminar
  7. sem dúvida. ainda que por vezes seja uma tranquilidade exaltante.

    ResponderEliminar