quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Trinta e cinco anos


5 comentários:

  1. Com este magnífico poema homenageias - mais uma vez - um dos grandes poetas da lingua portuguesa, Ruy Belo, no 35º.aniversário da sua morte...como o tempo passa.
    E que bem está este "diseur".

    ResponderEliminar
  2. Uma lindíssima homenagem! Aliás, como todas as que fazes a Ruy Belo. Esta, todavia, muito especial. A ocasião o merece.

    bjo.

    ResponderEliminar
  3. justa homenagem.
    já tinha saudades.
    bjs a todos.

    ResponderEliminar