sábado, 18 de janeiro de 2014

Ternura

'A água estava morna de ternura por causa do verão que vinha grande.'

José Mauro de Vasconcelos, Rua Descalça, Edições Melhoramentos, 1969.


A prosa de JMV é pura poesia.

4 comentários:

  1. Respostas
    1. a escrita simples de JMV transborda ternura, amor, bondade e uma imensa tristeza, com diálogos naturais e fluídos, de gente humilde e sobrevivente. comecei com 'o meu pé de laranja lima' e ainda tenho o 'vamos aquecer o sol' aqui para ler. quando termino, choro imenso, é uma leitura catártica.

      Eliminar