sexta-feira, 28 de março de 2014

Quinta-feira sinistra, sexta-feita negra

Ontem, o dia terminou da pior maneira. Caiu uma valente chuvada, mas a minha colega, simpática, emprestou-me o seu chapéu-de-chuva. Fantástico, protegeu-me até chegar à estação de Sete Rios, fechei-o, o raio do chapéu é teimoso que nem uma mula, não fechava, tive que o empurrar contra a coxa.  Fiquei mais molhada e cheia de frio. Lá entrei no comboio, tirei o livro do saco, abri-o e comecei a notar sangue nas mãos e uns riscos nas páginas. Bolas, o livro não é meu, não posso estragá-lo, mas quando olhei para as mãos, tinha quatro golpes - raios, nem sei como fiz aquilo - nos dedos esquerdos, dois no indicador e dois no polegar. A pele levantada, ardia como tudo, eu a enrolar um lenço na mão esquerda, a maldizer-me, o livro até tem uma capa de protecção maneirinha, e agora ficou estragado. Ficarei com ele e vou comprar um novo, sorry ,JM, mas não to posso devolver assim.

Já na minha banda, fui a uma loja da operadora no centro comercial onde tinha comprado o telemóvel, pedi para mo desbloquearem, porque quero mudar de operadora - já o fiz e pedi a portabilidade, porque gosto muito do meu número de telemóvel, a menina desbloqueou-o (nem sei como conseguiu, com aquelas unhas de gel de meio metro, mas enfim, isso transcende-me), eu toda feliz, porque em casa iria inserir o cartão sim da operadora nova. Chez moi, lá inseri, o telemóvel não aceitou o desbloqueamento, mas a loja aceitou os meus quase vinte euros, porque eu não tinha comprado o aparelho com pontos, mas que raio de pontos, eu não tenho pontos. Há anos que não uso pontos. Entretanto, como tinha já pedido a portabilidade, o meu antigo cartão sim, como é óbvio, já não foi aceite no telemóvel, eu furiosa, tão furiosa, porque faz-me falta, mas, mais que isso, com a tempestade de ontem, não tinha internet nem televisão. Não fiz nada do que queria fazer com urgência, nomeadamente ir ao netbanco - se me tiram o netbanco eu morro, porque perder tempo nos balcões ou nas caixas MB a pagar as contas não faz o meu jeito - e nada. Estava com um ataque de fúria tão grande que parecia o Pato Donald a gritar "QUAC!QUAC!QUAC!" e as gatas a esconderem-se, porque se as visse na minha frente, nem sei o que lhes faria, a verdade é essa. Por vezes, tenho dificuldade em controlar a raiva, nem com respirações e iogas e o diabo a quatro o consigo, só lá vai partindo uns pratos. Não parti, mas bati com os punhos na almofada umas cinquenta vezes até acalmar (e tomei uns valdispert também...). Acho que terei de comprar uma pêra de boxe para chutar a ira...

Ora, lá me acalmei por fim, nada mais havia a fazer. Estava um pouco zonza depois disto tudo, tinha perdido horas com esta treta, até que me fui deitar.

Hoje, já tinha internet, o telemóvel, apesar de não aceitar o SIM antigo, tem net, lá vi os mails assim rapidinho, tomei banho, vesti-me, pequeno-almoço tomado, ainda tinha uns resquícios de raiva, afinal, a Elvira adora água e entrou no poliban enquanto eu saía, nem a toalha tinha enrolado e a sacana já a chapinhar e a encher-me de pêlos. Optei por ignorar, enquanto a empurrava para fora, mais uma passagem por água. Nessa hora, não conversei com as gatas, que elas lá gostam de me ouvir, ficam a olhar em cima da tampa da sanita enquanto me arranjo, mas nada, estava mesmo zangada.

A cereja no topo do bolo é que troquei de casaco, o de ontem estava todo  molhado, e, quando cheguei a meio do caminho, vi que não tinha o passe. Só a mim! Alguém me deitou um grande mau-olhado. Nem telemóvel, nem passe, olha que se lixe, furiosa como estou, é melhor nem passar a ponte, não vá a fertagus cair. Assim, resolvi tirar um dia de férias - eles servem para isto. Estou mais calma, vou resolver as porcarias que tenho que resolver - tratar do desbloqueio do telemóvel, se bem que no papel que me deram ontem, se isso não for possível, terá que ir para a revisão, e eu estou a ver que terei que comprar um aparelho novo, só a mim, que até o dinheiro cresce nas árvores, é só esticar a mão...

Mas ainda há mais! Tinha recebido o cartão SIM da nova operadora, já com a portabilidade feita, e estraguei o chip mal o enfiei. Não sei como aconteceu, mas aquela gaita pifou logo. Juro que me lançaram uma macumba, um deixa o telemóvel no tejadilho, outro estilhaça o dito. Vou ter que pedir um cartão novo e estou a ver que perderei a promoção de uns quantos euros em carregamento da nova operadora.

Então, a versão "Readers Digests" é esta: o meu telemóvel só aceita optimus, encontrei um tag antigo, vou carregá-lo com o mínimo possível (via netbanco). Vou à loja para ver se me resolvem o problema, se não resolverem, terei que comprar um aparelho da operadora nova e isto está a correr muito bem, porque está a começar a chover e vai ser um dia óptimo, mesmo óptimo... Por outro lado, ainda bem que não fui trabalhar, porque agora que o stress voou, já fui ao quarto-de-banho umas quantas vezes...

Entrementes, já dei muitos miminhos às gatas, porque, se elas estão assim, senhoras e donas desta chafarica, alguém tem culpas no cartório e não são elas...

26 comentários:

  1. Uffffffffffff.
    O teu post mais longo e também o mais "destrambelhado", não por culpa tua, está claro.
    E logo tu, que és uma optimista por natureza.
    Muito sensata a decisão de não ir trabalhar, pois quando se está com problemas, o lema deve ser - parar para pensar, decidir e depois executar!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acreditas, João, que quando acabei de ler este texto no preview (faço sempre isso, para ver se tenho erros ou gralhas), larguei uma valente de uma gargalhada? já me sinto melhor, mil vezes melhor. e já gastei tanto dinheiro por causa da minha estupidez. o que são mais uns euros? :p
      bjs.

      Eliminar
  2. escrevi um comentário enorme, mas acho que desapareceu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e melhor: quando entrei em casa para ir buscar o passe, olhei para o relógio da cozinha e já passava das 7,25, daí eu ter pensado em tirar o dia. e depois, fui para sala acalmar-me, escrevi isto, respondi aos mails, informei a chefe de que não iria trabalhar e quando voltei a sair para tratar deste assunto, onde estava a chave de casa? pois, tinha ficado na fechadura da porta, mas do lado de fora umas belas horas :D

      Eliminar
    2. a sensação que eu tive no outro dia é que de repente o mundo começa a girar a uma velocidade diferente da minha, como a máquina das tartes do filme do Charlot. é horrível, sentimo-nos como uma formiguinha nas mãos de um deus que é um puto reguila e cruel. why me!

      viste o filme do Scorsese, After Hours (Nova Iorque Fora de Horas)? sobre uma noite na vida de um tipo a quem tudo corre mal. a propósito de filmes, a minha parte preferida é que eu fiz um cameo aí no teu texto :D

      ainda bem que está a passar. escrever sobre, ajuda, dá distância.

      Eliminar
    3. estava danada mais pelo livro, eu com tanto cuidado e as varetas do chapéu - só pode ter sido isso - a fazerem-me as feridas (ainda não escrevo com esses dedos, que me doem). e depois, a cabovisão avariada, tudo a correr mal, experimentei outro telemóvel que tinha e o cartão não deu. tudo se uniu para eu ter uma nuvem negra em cima de mim. e quando fico chateada, é terrível.
      pois, estas cenas dos telemóveis são maradas. felizmente, não se partiu e o desbloqueio teve sucesso, afinal :)
      escrever ajuda imenso e deu para rir bastante, depois :p

      Eliminar
  3. Larga essa coisa dos telemóveis e vai ler. Não te dá tanta chatisse, de certeza...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a chatice é não o ter, Horatius. é que me faz mesmo falta. não pelas pessoas que contacto via mail ou G+, mas para aquelas que só usam mesmo tlm ou fixo, tipo as minhas pessoas mais velhas :)

      Eliminar
  4. Só me dia...desculpa.... Então qd chegou à parte em trocaste de casaco e n Tinhas passe dei uma gargalhada tão grande q a baby se assustou e parou de mamar...

    Adorei...uma comédia.

    www.margaridaflordaminhavida.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é, é a minha vida, uma comédia pegada :D
      bem, antes isso que uma tragédia, que já a tive que chegue :)

      Eliminar
  5. Todos temos dias assim, menos bons. O facto de leres e rires-te com o que escreveste é sempre bom, é sinal que já te sentes melhor. ^^
    Votos de rápidas melhoras e beijinhos :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. já. obrigada. consegui comprar um cartão na papelaria ali da frente, afinal o telemóvel aceitou, resolvi fazer assim antes de carregar o tag. ainda bem, poupei uns euros. agora só falta tratar da portabilidade, será fácil, julgo.
      bjs.

      Eliminar
  6. Bem, quem faz textos longos sou eu, hey! Nada de me tirar o posto (ainda o último, ficou enooooorme, quase cego um rapazinho brasileiro que me acompanha há anos, ahah).

    Ontem, à saída da faculdade, também apanhei uma molha. Chovia tanto! E eu todo pipi, de camisinha nova, sapatinhos em amarelo-torrado, que ficaram todos molhados e manchados. O que vale é que perderam as manchas ao secar.

    Não te preocupes com as gralhas. Quem escreve muito, e tem textos longos, é impossível não as dar. Eu dou imensas. Acrescento "s", artigos definidos, por aí.

    um beijinho e... melhor sorte. Lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois, eu li, vou comentar :)
      e eu com os meus botins de camurça novinhos, mas não ficaram todos encharcados, vá, uma sorte.
      pois, acabou tudo bem, mas estava com uma neura daqui até à lua. enfim, já passou :)
      bjs.

      Eliminar
  7. Receita para afastar a macumba: coisas positivas. A minha contribuição: ofereço-te o livro! Nem penses em comprar-me um novo: lanço-te um mau olhado... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois que agradeço, João. e nunca mais me esquecerei desta cena :D
      coisas positivas. fui desanuviar quando comprei o cartão, passei pela hussel e afaguei o ego :)

      Eliminar
  8. Toma banho de sal marinho lolololololol

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. agora pareces o Kuma :p
      mas tens razão e a minha colega já me tinha dito isso. tenho aqui um pote com sal e amanhã trato de me limpar :D
      xô, mau-olhado!
      bjs.

      Eliminar
  9. Desculpa Margarida mas: lllllllllllllllllllooooooooooolllllllllllllllllllllllllll

    Ó rapariga tu vai à bruxa LOL Realmente ninguém merece!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :D
      vou, pois! sabes o nome de alguma catita?

      Eliminar
    2. Só conheço a Linda Reis, mas acho que essa não presta LOL

      Eliminar
    3. essa não é a pombinha, Namorado? obrigadinha...

      Eliminar
    4. Pomba Gira, Dr. Sousa Martins e Princesa Diana. É multifacetada LOL

      Eliminar
    5. acho que prefiro a madame min...

      Eliminar
  10. Há dias em que parece que tudo corre mesmo mal. Ainda bem que pudeste tirar um dia de férias, era necessário parar essa torrente de azares, ou como tu dizes, ainda o comboio caia da ponte.
    Espero que esses cortes dos dedos não sejam nada de mais, foi a única coisa que me preocupou nessa 'ensarilhada' toda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o chato é mais o indicador esquerdo, é com esse que teclo mais. faço muitas coisas com a mão esquerda. a pele ainda não fechou completamente. o polegar, esse, já está catita.

      Eliminar