terça-feira, 22 de julho de 2014

É assim Que a Perdes


Yunior, de 'A Breve e Assombrosa Vida de Oscar Wao' está de regresso. Yunior é um jovem dominicano que cresce num arrabalde, oriundo de uma família emigrante e dono de uma linguagem cáustica, ordinária, onde os palavrões abundam com naturalidade.

As histórias retratam a perda de amores, relações falhadas, e Yunior, o garanhão dominicano, faz sexo, não, ele não faz sexo, mas eu omito o palavrão, a torto e a direito, engana a namorada, uma, outra e outra vez.

Díaz tem estilo, se tem, não ficamos indiferentes, rimos com os palavrões, porque é assim que falam os machos latinos, e há uma ironia que perpassa pelos vários contos, mesmo quando estão carregados de tristeza (a morte do irmão, o sofrimento da mãe, a sua ligação à Igreja).

«Olhas para as suas pernas incríveis e para o seu entrepernas, para essa ainda mais incrível pópola que amaste de forma tão inconstante nos últimos oito meses. Só quando ela avança furiosa na tua direcção é que tu sais finalmente do carro. Atravessas descontraidamente o relvado, propulsionado pelo derradeiro gás da tua revoltante sinverguënceria. Hey, muneca, dizes, prevaricando até ao fim. Quando ela se põe aos gritos, tu perguntas: Querida, que se passa? Ela chama-te:

brochista
reles filho da puta
intrujão dominicano

Declara que.
tens um pénis pequeno
não tens pénis sequer
e pior do que tudo, que gostas de ratas em caril

(o que é muito injusto, tentas dizer, já que a Laxmi é da Guiana, mas ela não te ouve.)» 


Em Agosto do ano passado fiz uma directa a ler 'A Breve e Assombrosa Vida de Oscar Wao' e escrevi este post. Antes, tinha-o descoberto numa colectânea de histórias sobre a infância e adolescência, de Richard Zimler e Rasa Sekulovic, mencionada aqui. O conto de Díaz, intitulado 'Invierno' é repetido em 'É assim Que a Perdes' e foi aqui que me apaixonei pela sua escrita brutal.

Querem saber quem é Junot Díaz: basta escutarem com muita atenção (e darem umas gargalhadas no fim) este conto lido pelo próprio. Sim, reconhecem a personagem? :)


Junot Díaz: 'How to Date a Brown Girl (Black Girl, White Girl, or Halfie)'

4 comentários:

  1. Eu li recentemente o primeiro livro e gostei, mas a personagem principal, Oscar Wao morria no final...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a única personagem em comum com o livro do Oscar é o Yunior. mas é uma alegoria. serve para caracterizar os jovens dominicanos. o Yunior também é referido no vídeo.

      Eliminar
  2. Ora ainda bem que encontrei este comentário. Queria ler este livro mas gostei tanto do Oscar Wao que receava não vir a gostar deste. Mas agora parece-me que vou mesmo lê-lo.

    ResponderEliminar