quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Boyhood

Olivia a ler Harry Potter

   Ontem, finalmente, fui ver "Boyhood - Momentos de uma Vida". Sim, gostei, como seria de esperar. Filmado ao longo de doze anos com o mesmo núcleo de quatro actores: Ethan Hawke, Patricia Arquette (os pais Olivia e Mason Sr.), Ellar Coltrane (Mason Jr.) e Loreilei Linklater (Samantha). Os pais estão separados, os filhos vivem com a mãe, os miúdos convivem com o pai de vez em quando; a mãe retoma os estudos e acaba por dar aulas numa faculdade.
   Richard Linklater conseguiu a proeza de manter todos os actores e só na grande tela é que dei conta que não foram só os pais que envelheceram e os filhos cresceram. Eu envelheci com eles, naqueles doze anos condensados em quase 3 horas de filme. Doze anos de mudanças, de cortes de cabelo, da passagem da infância para a adolescência, com as dúvidas, as batalhas, as relações falhadas, a primeira paixão, as desilusões, a amizade.
   Confesso que não me recordava da Patricia Arquette enquanto jovem, mas lembrava-me bem do Ethan Hawke, por a trilogia "Antes" ainda estar bem presente na minha cabeça. E o realizador ser o mesmo (engraçado que RL começou a filmar Boyhood em 94 e realizou Antes do Amanhecer em 95 em 2013, o último Antes da Meia-Noite e no ano passado acabou Boyhood.
   Deixo este link do Sapo-cinema com um artigo e fotos muito interessantes.

4 comentários:

  1. é isso mesmo que referes no texto: envelhecemos com eles, é a nossa memória a funcionar, a vida como ela é, ou ela foi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é isso mesmo, até com a mesma banda sonora. :) ié para a cat power.

      Eliminar