domingo, 1 de fevereiro de 2015

No creo en brujas, pero que las hay, las hay

   Na passada sexta, às 11 horas, fui, então, à entrevista. Com tanta conversa com a minha antiga colega e esqueci-me de lhe perguntar como se chamava a dirigente dos recursos humanos com quem eu iria me encontrar. Qual não foi a minha surpresa quando ela disse o nome. Fiquei siderada e até pensei que não seria a mesma; afinal, há muitas Marias na terra. Quando o elevador chegou ao rés-do-chão e de lá saiu uma mulher, eu pensei, 'Sim, não é a mesma pessoa'. Afinal, era uma técnica que trabalhava na mesma unidade orgânica e que veio buscar-me à recepção. E, sim, era a mesma pessoa! Ela recordava-se bem de mim, até perguntara se a Margarida não era uma pessoa gordinha? :D Bem, há dez anos, de facto, eu pesava mais de setenta quilos. 'Não', respondera a minha antiga colega, 'não deve ser a mesma pessoa'.
   Era, era, quero dizer, sou eu, e a dirigente foi minha superiora há dez anos, num outro organismo. Ela trabalhou nos recursos humanos, por pouco tempo foi minha directora de serviços, até que saiu em 2005.
   Lá nos reunimos, ela falou no perfil do técnico que desejava para os recursos humanos, eu nunca trabalhei em recursos humanos, mas que tal não fosse impedimento, eu iria fazer o meu melhor. E correu muito bem. Deu-me o email, o número de telemóvel, pediu que eu formalizasse o pedido por escrito e eu saí de lá a pensar que grande coincidência esta. Mais uma.
   Todavia, fiquei um pouco preocupada, porque seriam funções novas e eu em RH, numa área específica, estou a zeros. Lá me mexi, pesquisei e não é que encontrei um curso de formação exactamente nessa área? E, mais uma coincidência, as inscrições estão abertas até meio deste mês. A formação não é propriamente barata, mas, enfim, o que tem de ser, tem de ser. Ontem à noitinha, fiz a inscrição online, recebi no email o formulário com os meus dados em pdf e, esta tarde, enviei por email o pedido de mobilidade, anexando diversos documentos (CV, certificado de habilitações, declaração do serviço, enfim, tinha tudo digitalizado), incluindo o formulário desse curso e uma referência no requerimento de mobilidade.
   Quando referi num post anterior que não estava nada fácil eu ir trabalhar para Viseu, por não conhecer ninguém num serviço público, bem, neste caso específico de me mudar para Lisboa, ainda por cima para uma instituição a dois passos da Cinemateca, da Politécnica, do metro,dizia eu, que neste caso, o factor C sou eu! :D

14 comentários:

  1. Boa sorte para as novas funções :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muito obrigada, Francisco. agora, resta esperar :)
      bjs.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. bem preciso, Ricardo. aguardemos, então :)
      bjs.

      Eliminar
  3. keep calm: RH é fácil, não tem nada que saber; se até um palermita qualquer se desenrasca, quanto mais tu, uma moça muito predicada :)

    estou a torcer: precisas mesmo e mereces ganhar quality time, aliviar o sufoco dos horários e do commuting. e estas mudanças profissionais são sempre um arejo. quanto mais assim, com gente que já conheces e a fazer coisas novas.

    mantens-te no mesmo ministério ou a mudança é mesmo radical? ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é mesmo radical. este serviço tem autonomia financeira, ainda por cima. já obtive resposta da dirigente de lá, a dizer que está em andamento e agora é aguardar.
      sim, RH não me parece muito difícil, mas a parte da gestão da qualidade e da SHST é que me anda a preocupar... daí a formação.

      Eliminar
    2. Não quero ser mais papista que o papa, mas o lugar já te está no papo...
      E devo dar-te os parabéns, pois o teu actual emprego é de loucos, com o que tens que correr entre casa e trabalho e depois na volta.
      Espero que tudo esteja ok, mas acredito que sim.

      Eliminar
    3. também não penso assim. ninguém me prometeu o lugar nem garantiu que agora só seria esperar. se tenho boas possibilidades de ficar? julgo que sim. mas a última palavra é deles.
      como eu, centenas de pessoas saem de lisboa em autocarros até ao taguspark. e regressam à noite. eu estou farta, porque já são muitos anos assim.
      obrigada pela força.

      Eliminar
  4. Quando conseguires, irás ter um saborzinho especial a vitória :)

    ResponderEliminar