segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Festa da Amizade

   Domingo, 12h (mais ou menos). Tinha combinado com o Francisco que, da próxima vez que o Carlos (Limite do Oceano) regressasse a Lisboa, eu almoçaria com eles e dávamos 'uma volta' pela cidade. Bem, digamos que 'a volta' de ontem demorou umas cinco horas e calcorreámos uns 10 km, tendo começado na Casa dos Bicos e terminado em Sete Rios.
   Da Casa dos Bicos, subimos pela Rua da Madalena até ao Poço do Borratém, passámos na rua onde morei alguns anos, no início dos anos '90 (já lá não ia há muitos anos, as drogarias já não existem, nem os armazéns de atoalhados, muitas portas fechadas e vandalizadas, o armazém ruiu, só ficou a fachada, há mini-cafés, alguns prédios antigos restaurados, menos mal, apontei a casa onde morei, ali, 2.º andar (restaurada, agora, no 'meu tempo' era muito velha), ela chamava-se D. Alice, ele, Sr. Fernando, naquela altura tinham quase idade para serem meus avós, ele era reformado do Porto de Lisboa, ela, doméstica. Nunca mais soube deles. Há alguns anos, encontrei o Sr. Fernando na rua e disse-me que tinha ganho a lotaria, 50.000 €, e ajudou a filha a amortizar parte do empréstimo da casa (vivia na linha de Sintra, chamava-se Fernanda, a filha, e trabalhava, naquele tempo, na Sorefame). Confesso que esta parte da conversa ficou por dizer ontem. Fica o registo. Depois deste quarto, arrendei uma casa, também um segundo andar, pequeníssimo, na Mouraria, por coincidência, relativamente perto da antiga casa, no outro lado da Praça do Martim Moniz, junto à Rua do Benformoso. A Vila onde morei continua em mau estado, mas os prédios ao lado receberam obras e a calçada está mais bonita. O cheiro a especiarias também é mais notório agora que há vinte anos. Continuámos a subir, devagar em dia de calor, e parámos, finalmente, no Largo da Graça. A fome já apertava, estávamos cansados e cheios de sede. Procurámos um restaurante barato para almoçar e encontrámos um café que servia refeições, bem em conta. Sopa de nabiças, deliciosa, filetes com arroz de feijão, escalopes, alheira, batatas fritas caseiras, redondas, muito bem servido, água com fartura e a cereja no topo do bolo foi uma dose extra-gigante, 'é para acabar', de molotof. Quando regressei à mesa, depois da refeição, estava um prato com mais ou menos meio molotof. Repartido a régua e esquadro - pronto, a olho, mas tentou-se :p - por três - o Francisco comeu do prato e eu ajudei a rapar o caramelo :D . Chegada a conta, foi cobrada apenas uma dose de molotof, a tal 'é para acabar'. Claro que deixámos uma gorjeta, chegou para pagar as duas doses de sobremesa, saímos e seguimos viagem. Ao fundo, à esquerda, visitámos o Miradouro da Senhora do Monte, regressámos ao largo, fomos até à Vila Berta, depois, à Vila Souza e parámos no Miradouro da Graça. Descemos até ao Panteão, mas não entrámos, e acabámos esta volta na Estação de Santa Apolónia. Engraçado, não há muitos dias tinha passado por lá :p
   Como ainda faltava algum tempo para o Carlos apanhar o expresso em Sete Rios, resolvemos ir até ao jardim da Gulbenkian. Metro linha azul e uns minutos depois o Francisco colocou o seu francês à prova - e muito bem - com uns turistas no metro de S. Sebastião. Iam para a Gulbenkian. Passámos o CAM e embrenhámo-nos no belo jardim. Terminámos a passeata em beleza com gelados da gelataria do Centro Interpretativo, alfarroba, amendoim, oreo, conversa e fotos, muitas, para mais tarde recordar.
   No último dia do Avante (para o ano há mais, fui lá sexta e sábado), preferi passá-lo com estes meus amigos muito especiais. Conheço o Francisco há mais de dois anos, o Carlos há poucas semanas, são bons rapazes, e a eles dedico este vídeo (a versão curta do documentário 'Kora' passou no Cineavante - porque a Festa é mais que concertos e eu adorei a música do kora e só me apetece ouvi-la sem parar).



Trailer 1 Documentário Kora from Jorge Carvalho on Vimeo.

16 comentários:

  1. Eu estive com o Francisco e o Carlos no sábado. Fomos à PP do Saldanha. Um fim de tarde excelente. O meu amigo fartou-se de rir (ele que é reservado, como sabes).

    Belo passeio o vosso, ontem. :)

    um beijinho, Margarida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) um fim-de-semana excelente.
      um belo passeio, sim, Mark.
      bjs.

      Eliminar
  2. Também gostei muito, da música está claro :P

    ehehehehehehehheehehheehehehhehehehe

    Que belo dia de Domingo lá está :)

    Beijinhos grandes e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tu gostaste de tudo, :p
      pois foi, lá está :)
      bjs.

      Eliminar
  3. Margarida cheguei a casa cansado mas com um sorriso do tamanho do mundo, e por vezes tive que me conter nas palavras, ou jantava ou falava, mas a fome era da alma e essa fica-te grata por um post que me diz muito, e que me voltou a fazer sorrir.

    Este teu post ajudou-me a relembrar os nomes, entre ruas e ruelas, cheiros e pessoas, eu perco-me facilmente nos momentos em que vivo e são as pessoas que os tornam bem especiais. Graças a ti e ao Francisco tive um Domingo bem cheio.

    As fotos seguem amanhã por "correio azul" com passagem no jardim da Gulbenkian :-p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. como não conhecias Lisboa, achei importante referir pelo menos algumas das ruas mais importantes. assim, ficas com uma ideia. e começámos no sopé de uma colina e descemos a mesma lá na ponta, junto à estação de Santa Apolónia. mas que grande volta :)
      os pasteis chegaram bem?
      cá espero as fotos, claro :)
      as más, apaga! :p

      Eliminar
    2. Os pasteis chegaram bem e já se foram. Muito bons :-)

      Eliminar
  4. Que bom. Um fim de semana cheio de coisas boas e em boa companhia. Eu estou a ler "O meu irmão " e amanhã vou até à praia.. Boa semana. Bjs. Lídia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. um fim-de-semana supimpa, :D
      eu gostei muito desse livro, como sabes. :)
      agora é que volta o bom tempo. boa praia e bom descanso.
      bjs.

      Eliminar
  5. o que vale é que sabes distinguir muito bem aqueles amigos que é para dar cabo das pernas, dos outros que é para passar a tarde na esplanada :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu tento.
      desde que se passe um bom momento :)

      Eliminar
  6. MArgarida, estiveste no concerto do Palco 25 de Abril na sexta feira?
    O Carlos é um rapaz mt porreiro ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vi um pouco da sinfonietta, mas não estive na multidão, já a tinha visto antes e também o ensaio ao fim da tarde.
      é, sim :)

      Eliminar