domingo, 28 de fevereiro de 2016

En el ultimo trago


Nada me han enseñado los años
siempre caigo en los mismos errores
otra vez a brindar con extraños
y a llorar por los mismos dolores

2 comentários:

  1. Margarida, não sei se o excerto quer dizer alguma coisa, mas de qualquer forma há estranhos que quando passam a ser conhecidos e próximos, há muito de bom, mas acredito no inverso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ah, pois, também é verdade o inverso.

      às vezes, uma música é apenas uma música, embora com alguma afinidade.

      Eliminar