sábado, 13 de fevereiro de 2016

Os Navios da Noite

Que somos nós? Navios que passam um pelo outro na noite,
Cada um a vida das linhas das vigias iluminadas
E cada um sabendo do outro só que há vida lá dentro e mais nada.
Navios que se afastam ponteados de luz na treva,
Cada um indeciso diminuindo para cada lado do negro
Tudo mais é a noite calada e o frio que sobe do mar.

Álvaro de Campos


Em Os Navios da Noite, de João de Melo, no Kobo.

4 comentários:

  1. Somos todos uns navios, sem dúvida que sim, mas somos tanta coisa que num mês de vida, somos nacios, peixes, máscaras, redes de pescas...e por aí fora. Pelo poema!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. belo e triste e poderoso.
      somos uns sobreviventes, a navegar em mar bravio.

      Eliminar