sexta-feira, 1 de julho de 2016

Leonardo Padura - Um Passado Perfeito



   Este é o primeiro livro com o tenente Mario Conde, que sonhava em ser escritor como Hemingway. Polícia em Havana, trinta e quatro anos, fumador inveterado, melhor amigo do Magricela, da bebida e dos cozinhados da Josefina.
   O desaparecimento de um colega do liceu leva-o a mergulhar no passado e a enfrentar a sua grande paixão da adolescência.
   Um romance policial, o segundo que leio com o peculiar Mario Conde, mais um dos meus heróis, e Leonardo Padura fá-lo terno, romântico, mas também desencantado, um herói noir perdido nas recordações de uma Havana de outro tempo.
   É daqueles livros impossíveis de largar, a ler nas viagens de comboio, à hora do almoço, em casa, não pela história do desaparecimento, mas pelas emoções e tumultos que suscita no amargurado Mario Conde e pela maneira como Padura o faz, com uma melancolia e uma ternura, mas também com muito humor e é uma pena que a maior parte dos livros, da colecção Noites Brancas, da Asa, esteja esgotada (mas não na versão original, já reservada).

2 comentários:

  1. Eu gosto do personagens noir pois conseguem ser pouco "politicamente corretas" e este mundo está cheio delas, das personagens com que nos cruzamos no dia a dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois está.
      tenho o último livro deste autor, 'Hereges', mas tenho os outros para ler antes de passar a esta última aventura do Conde. segue uma cronologia.

      Eliminar