quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Ler em voz alta


Teju Cole, Cidade Aberta, Quetzal, 2013.

2 comentários:

  1. :-) ler em voz alta seria um caos caso estivéssemos numa biblioteca mas é verdade que o som das palavras pode ser um eco da vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a minha biblioteca tem sessões de leitura :)

      Eliminar